domingo, 30 de agosto de 2015

Árvores frutíferas brasileiras- meu trabalho da escola!



Olá, pessoas! Tudo bem?

Aqui quem fala é o Tuca e vim mostrar uma pesquisa que fiz para escola! Como 2011 é o Ano Internacional das Florestas, a professora nos pediu um trabalho bem legal:  pesquisa completa e cartaz sobre as árvores frutíferas nativas do Brasil! Descobri muita coisa legal!

Achei que vocês também poderiam achar interessante por isso, coloquei tudo aqui! E esse desenho aí é meu cartaz! Olhem quanta fruta gostosa!


1. Caja de pescoço – é nativa do Brasil, ocorre na Amazônia e na Mata Atlântica

Nome Científico: Spondias venulosa
Cajá quer dizer “fruta caroçuda” na língua tupi-guarani. São árvores de tronco longo e reto de cor cinza esbranquiçado. Elas crescem de 6 a 18 metros de altura. As folhas são semelhantes a penas e acontece a cauducifolia (Nome estranho né?!) Cauducifolia é quando as folhas ficam amarelas e caem no inverno. Suas flores são brancas, as sementes grandes e envolvidas pro fibras. Depois de plantadas germinam de 30 a 60 dias. As frutas são muito refrescantes e gostosas!

2. Jabuticaba - Essa fruta tem origem na Mata Atlântica e vai desde São Paulo até Rio Grande do Sul.

Nome Científico: Plínia cornonata
Existem algumas espécies de jabuticaba. Seu nome vem do tupi-guarani que significa “Sebo de Jaboti”, pois a polpa desse fruto é bem semelhante á gordura de Jaboti. É uma árvore grande de tronco único e casca lisa, dependendo da espécie pode crescer de 4 a 10 metros de altura. As flores nascem nos troncos e ramos e até nas raízes descobertas. Quando as flores são abertas possuem pétalas brancas. As sementes são arredondadas e germinam de 40 a 70 dias, tem crescimento lento e só ficam prontas para o plantio definitivo da muda de 2 a 3 anos de idade. Os frutos são redondos e pretinhos. Uma delícia!

3. Maracujá – Existem algumas espécies de maracujá:
Maracujá doce e Maracujá de suco que são nativos da Mata Atlântica e ocorrem no Sul e Sudeste do Brasil, já o Maracujá Peroba e Maracujá Açú ocorrem no Pantanal e Cerrado, além de serem endêmicas da Floresta Amazônica.

Nome Científico: Passiflora edillus
O nome também vem da língua indígena que significa “comida na cuia”. As árvores são trepadeiras lenhosas e atingem de 5 a 10 metros de comprimento. Possuem crescimento rápido e podem ser plantadas no sol ou na sombra; as sementes são pretinhas, pequenas e achatadas. As flores são lindas e roxas com o centro mais claro, os frutos são grandes e de casca amarela . O suco geladinho é muito bom, além de servir para fazer várias receitas.

4. Pera - Tem origem em Campos e Cerrado de todo o Brasil

Nome científico: Eugenia klotzshiana
Em tupi, Cabanixá, quer dizer “erva” e “comida que amarra a língua”. É uma planta subtropical que resiste a geadas de até -2º (dois graus negativos). Crescem até 1,5 metros e possuem raízes do tipo xilopódio, ou seja, que armazena nutriente. As flores tem 5 pétalas longas e brancas. As sementes germinam de 30 a 60 dias. A fruta tem uma polpa macia e suculenta, muito gostosa para comer em dias de calor.

5. Pitanga – Existem algumas espécies de pitanga, uma delas é a Pitanga de Árvore.

Seu nome que vem da língua tupi-guarani e significa “fruta de pele fina”. A Pitanga de Árvore é nativa do Brasil, cresce de 6 a 10 metros de altura, as frutinhas são cor de laranja ou avermelhadas e suas sementes germinam de 20 a 40 dias. Os frutos podem ser consumidos in-natura ou na forma de sucos, geléias e sorvetes.
Huuum, depois de toda essa pesquisa sobre árvores frutíferas me deu uma vontade de tomar um sucão e pedir pra Clarinha uma ajuda pra preparar uma saladona de fruta! Vou lá, amigos!


Abraços e até a próxima descoberta!

Tuca

Pesquisa: Bióloga Élen Soares, colaboradora do Estúdio, que
não troca uma fruta boa por lanchinho nenhum!

Criação Estúdio Casinha na Árvore

Fonte:http://blogdacasinhanaarvore.blogspot.com.br/2011/02/arvores-frutiferas-brasileiras-meu.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário