domingo, 30 de junho de 2013

Irrigação de Pé de Manga


A escolha do método de irrigação depende principalmente do suprimento de água (quantidade, qualidade e localização) das características do solo (textura, estrutura, profundidade, santidade, drenagem, topografia, erodibilidade), além da viabilidade econômica da mão de obra disponível para irrigação. O sistema de irrigação localizada como microaspersão, no entanto, é o mais comumente usado na mangueira, principalmente pela maior área molhada que o sistema proporciona em relação  ao gotejamento em soloos de textura média a arenosa, além de sua alta eficiência. A maior necessidade de água da mangueira ocorre a partir do período de floração até a fase de colheita, sendo a fase de crescimento de frutos a fase de maior demanda hídrica do ciclo produtivo, espscialmente entre a 4° e a 6°semana após o pega mento dos frutos. A irrigação deve ser evitada na época de diferenciação do broto floral. As irrigações devem ser reiniciadas tão logo haja a emergência das primeiras panículas. O consumo diário da mangueira pode variar de 3,0 mm/dia no inicio da floração, a 5,5mm/dia durante a formação de frutos. O momento ideal para irrigar a mangueira corresponde à situação de estresse da cultura em virtude da redução da disponibilidade de água. Esse momento pode ser detectado sensores de umidade ou potencial de água do solo, como os tensiômetros.
Fonte:  ( livro)Manga – Embrapa –O produtor pergunta e a Embrapa responde


Um comentário:

  1. Olá!
    As raízes da mangueira ,já não atingem água no solo quando a planta ,já está pondo frutos?

    ResponderExcluir